Kiersten Miles,de 22 anos, começou a cuidar dos três filhos de George e Farra Rosko para ajudar nas despesas da universidade.


A jovem só cuidou das crianças durante 3 semanas, mas foi tempo o suficiente para ela se afeiçoar a Talia, uma bebê com apenas 16 meses.

A jovem ficou para "morrer" quando soube que a sua menina Talia sofria de uma doença grave chamada atresia biliar, o que fazia com que seu fígado não funcionasse bem. Todos os médicos diziam que ela não sobreviveria mais do que dois anos.

A doação de órgãos era a única maneira da bebê poder sobreviver. A menina entrou na lista de espera quando foi diagnosticada com a doença, mas ainda não tinha encontrado ninguém compatível. Ao ouvir isso, Kiersten quis doar parte do seu figado à bebe.

Kiesten sabia das consequencias desta dolorosa cirurgia, mas quis seguir em frente.

Foram precisas 14 horas para lhe tirarem uma parte do fígado, mas tudo correu bem. Kiersten passou uma semana no hospital, e ficará uma cicatriz de 12 centímetros. Para além disso, ela não poderá ser dadora novamente. Mas tudo isso valeu a pena para ela, depois de ver o sorriso de Talia novamente.

126dfebd-c238-4a20-98f9-ecff2d5e7be8.jpg

Fonte: historiascomvalor